Espírito da Cachaça

Cachaça Saliníssima

100249
Opinião dos Consumidores:0
Pontos Fidelidade:

Por: R$ 29,50

Preço a vista: R$ 29,50

Confira as Condições de Parcelamento

Quantidade:

+-
Comprar
Descrição
Com 600 ml, a tradicional garrafa de cerveja traz uma tampa-rolha: feita com o mesmo material de uma rolha, mas com o visual de uma tampa de metal, permitindo que a cachaça seja aberta e fechada sem perder qualidade e evitando que o produto evapore.

Especificações

Prêmios

  • 2018 – 36ª no 3º Ranking Cúpula da Cachaça

Informações do FabricanteSaliníssima valoriza a cultura cachaceira e é uma das tradicionais e autênticas cachaças de Salinas. A cachaça é uma alternativa aos paladares que buscam simplicidade, rusticidade e tradição em equilíbrio com a vida moderna e com as melhores coisas da vida. Reúne características de uma genuína cachaça artesanal de alto padrão. O processo de envelhecimento, em barris de bálsamo, confere à bebida um sabor amadeirado e macio. A cor amarelada e o corpo vigoroso, refletem o cuidado em cultivar as práticas originais de produção das cachaças artesanais mineiras. Saliníssima é produzida na Fazenda Matrona, na região de Salinas, Minas Gerais. Inicialmente, a Fazenda foi adquirida por Olímpio Mendes em 1955, que se dedicou ao plantio de cana de açúcar, que era usada para a produção de cachaças e rapaduras. As cachaças eram engarrafadas à mão e vendidas em sua própria casa, para funcionários da fazenda, vizinhos e amigos. Já as rapaduras, eram comercializadas na cidade aos sábados, após percorrerem um longo trajeto em carro de boi. No processo de produção das cachaças, Alfredo Mendes de Oliveira, filho de Olímpio, era responsável pela moagem e transporte com carros de bois, enquanto o pai se dedicava à fermentação e alambicagem, realizado no engenho com dornas (recipiente onde ocorre a fermentação) de madeira. Em 1996, Olímpio vai morar na cidade por questões de saúde, e seu filho Alfredo Mendes assume a produção das cachaças. Com a morte de Olímpio, seu filho, Alfredo, e seu neto, Lucas Mendes assumem a Fazenda inteiramente, dando continuidade à tradição da produção artesanal tanto das cachaças quanto das rapaduras. Em 2003, inicia-se a construção do novo engenho, com uma estrutura melhor e com novos equipamentos, mas sem perder a essência artesanal no processo de produção das cachaças. Hoje, seguindo na família de Olímpio, a Fazenda Matrona continua sendo uma das importantes produtoras de cachaças da região de Salinas.

Você tem mais de 18 anos?

Você precisa ser maior de idade para acessar este site.
Seus dados não serão armazenados e nem compartilhados.

voltar ao topo